Voltar
BLOG DO VENDEDOR

Conta de vendedor suspensa na Amazon: como resolver

Saiba os principais motivos e quais atitudes você pode tomar ao ter sua conta de vendedor suspensa na Amazon.

Conta de vendedor suspensa na Amazon: como resolver

Pode acontecer que você tente acessar seu perfil no marketplace e se depare com a sua conta de vendedor suspensa na Amazon. O que fazer para resolver esse tipo de situação e conseguir vender novamente no marketplace? A resposta vai depender da razão pela qual a sua suspensão aconteceu.
Com essa leitura, você ficará sabendo quais são os principais motivos para uma conta Amazon ser suspensa, o que fazer quando isso ocorrer, além de algumas dicas importantes para evitar o bloqueio do seu perfil no Amazon Seller. Confira!

Principais motivos para uma conta Amazon ser suspensa

Ao identificar o problema em sua conta, o primeiro ponto é verificar a razão pela qual isso aconteceu. Caso isso ocorra, você será notificado no menu da Seller Central e também por e-mail.
Veja quais são os principais motivos que podem levar sua conta a ser suspensa no marketplace da Amazon:
  • Falta de informações básicas;
  • Preço superfaturado;
  • Produtos duvidosos;
  • Baixo desempenho do vendedor.
Independente do motivo, fique tranquilo, pois é possível recuperar sua conta.

Como recuperar sua conta suspensa Amazon em 2 passos

Antes de falar sobre as duas etapas para recuperar uma conta de vendedor suspensa na Amazon, vale ressaltar que esse processo deve ser feito pelo responsável cadastrado na conta.
Saiba como funciona o procedimento:
1. Entenda o problema e revise sua conta
O passo inicial para ter sua conta ativa novamente é encontrar qual foi o motivo da suspensão.
Fique atento à caixa de entrada do seu e-mail cadastrado como vendedor no marketplace Amazon, você receberá um correio eletrônico informando que a sua conta foi suspensa e a razão por isso ter acontecido.
Caso você tenha visto a notificação no Seller Central mas não tenha recebido o e-mail, confira também sua pasta de spam, pois pode acontecer de estar lá.
Procure reunir todos os dados que você tem sobre o problema indicado pela Amazon e, então, acesse seu perfil na ferramenta e faça uma revisão completa nele.
Verifique todas as informações inseridas no sistema, dados de pagamento, seu perfil de vendedor, a qualidade das avaliações dos clientes sobre a sua loja, os comentários dos consumidores, entre outros dados. Caso encontre alguma divergência, faça as alterações necessárias e documente, via print screen (foto da tela).
Uma boa prática é checar seu inventário, para fiscalizar se as imagens e descrições são correspondentes ao produto correto.
2. Formule uma resposta e um plano de ação
Depois de entender o problema que gerou a suspensão da conta na Amazon, é hora de formular uma resposta e traçar um plano de ação para ter seu perfil normalizado.
Ao responder o e-mail, aconselhamos que você seja bastante objetivo, incluindo apenas as informações solicitadas. Ainda que você não tenha feito nada errado, não há necessidade de justificar o seu problema, ou de contar a história da sua marca e das suas vendas.
Saiba como agir em casos específicos:
  • Baixo desempenho: Ainda que você seja um bom vendedor, caso fique abaixo da média em determinada métrica, sua conta pode ser suspensa. Você encontra suas métricas da sua loja virtual no menu “Desempenho”, em seguida clicando em “Estado da Conta”.
    Comece sua mensagem eletrônica falando, com clareza, qual a razão informada para a suspensão da conta. Depois, anexe toda documentação que você reuniu acerca da questão e explique o que você já fez para reverter esse problema.
    Especifique quais itens da conta você revisou, entre outras boas práticas aplicadas. O mais adequado é realizar pelo menos 3 ações para correção do erro.
  • Violação dos termos de serviço da Amazon: Este é, possivelmente, o erro mais grave para se cometer dentro da loja Amazon.
    É o que acontece, por exemplo, se você vende produtos piratas ou se fica muito tempo sem enviar mercadorias. Nesse caso, pode ser que a Amazon adote, por segurança, uma proibição permanente do seu perfil de vendedor, que dura cerca de 3 anos.
    Se você tiver a oportunidade de recorrer da punição por violação dos termos de serviço, o melhor a fazer é responder o e-mail apresentando suas provas e justificativas de forma clara. Envie notas fiscais, por exemplo, para mostrar que a compra do produto foi feita em uma loja idônea, ou em caso de fabricação própria, que você tem as licenças necessárias para realizar a venda, como a de direitos autorais, ou os selos de agências reguladoras, como INMETRO e ANVISA.
    Ainda assim, se você não tiver sua conta reativada e quiser continuar vendendo na Amazon, terá que criar uma nova conta com todos os dados diferentes da atual (nome,
    email, nome empresarial, endereço, informações do cartão de crédito, IP de acesso).

Bônus: Dicas para evitar que sua conta seja suspensa

Ter a conta de vendedor suspensa na Amazon pode te gerar dor de cabeça. O melhor a fazer é evitar que o seu perfil de vendedor sofra esse tipo de penalização estando atento a alguns passos.
Temos algumas dicas para compartilhar com você de como manter sua conta ativa sem problemas.
1. Mantenha toda a documentação relativa aos seus produtos ativos
Não se desfaça de nenhum dos seus recibos de compra dos produtos que estão à venda no marketplace. Ao cadastrar um produto na Amazon, você deve guardar a nota fiscal e quaisquer outros comprovantes dessas mercadorias. Lembre-se de que os documentos devem ser consistentes com o seu cadastro da Amazon.
Assim, se um dia precisar recorrer de alguma suspensão de conta, você não terá problemas em reunir toda documentação necessária.

2. Fique de olho no desempenho da sua conta

É fundamental que você esteja atento às metas de desempenho que a Amazon atribui aos seus revendedores. Com isso, sua conta tem mais chances de não ser desativada. Saiba quais são essas métricas:
  • Índice de envios com rastreamento válido: é o percentual de todos os seus envios com um número de rastreamento válido durante o período de 30 dias, sendo que esse índice só é válido quando a logística é realizada por você, vendedor. A meta é ficar acima de 95%;
  • Índice de envios tardios: reflete para o cliente e para Amazon um potencial envio de pedido atrasado, sendo que você pode ter no máximo 4% de envios tardios nos últimos 30 dias;
  • Índice de pedidos com problemas: é por meio dele que a Amazon avalia se você está ou não fornecendo uma boa experiência para o cliente. A métrica é calculada de acordo com todos os seus pedidos com problemas nos últimos 60 dias, e você precisa ficar abaixo de 1% para não ter sua conta suspensa;
  • Taxa de cancelamento pré-atendimento: são os pedidos que você cancelou nos últimos 7 dias, sendo que essa taxa é aplicada somente aos pedidos com envio pelos próprios vendedores. Para não ser penalizado, a taxa de cancelamento deve estar abaixo de 2,5%;
  • Taxa de entrega pontual: representa os produtos entregues a partir da data que você estimou, em conjunto com o total de envios rastreados. Válida somente quando o envio é feito pelo vendedor. A recomendação é que sua conta esteja sempre acima de 97%.

Evite uma suspensão ficando atento à sua conta

Agora que você já sabe os motivos pelos quais a sua conta na Amazon pode ser suspensa, procure manter as boas práticas que indicamos nessa leitura. Confira neste outro post as boas práticas para cadastrar um produto na loja Amazon as aplique para que sua loja no marketplace tenha mais chances de crescer e aumentar o faturamento!
Se preferir, você pode conferir o tutorial em vídeo feito pela Amazon Seller University: Fui suspenso, e agora? Criando um Plano de Ação.
Voltar
Veja também: histórias de sucesso de vendedores

Comece a vender hoje

Mostre seus produtos aos milhões de clientes que compram na Amazon todos os dias.
R$19,00 por mês + comissão
R$2,00 por item + comissão
© 2020, Amazon Services LLC. Todos os direitos reservados. Uma empresa da Amazon.