Voltar
BLOG DO VENDEDOR

Como fazer cadastro de produtos

Conheça as práticas para melhorar o cadastro de produtos da sua loja virtual e dicas de como aplicá-las para ter um melhor desempenho de vendas.

6 dicas para melhorar o cadastro de produtos da sua loja virtual

Um bom cadastro de produtos da sua loja virtual fará com que o consumidor ache o seu site mais facilmente, além de contribuir para a tomada de decisão na hora da compra.
Afinal, um e-commerce não tem um vendedor disponível para dar as explicações que o cliente deseja. Esse papel é desempenhado justamente pelos itens que compõem o cadastro correto e completo dos produtos na sua loja.
Continue a leitura e veja nossas dicas para destacar seu e-commerce da concorrência.

Dicas para fazer o cadastro de produtos da sua loja virtual de forma correta

Conheça algumas dicas que podem ajudar seu e-commerce a trilhar o caminho de uma loja virtual de sucesso.

1. Organize os produtos por categoria

Caso você venda mais de um tipo ou variação de produto, é aconselhável separá-los por meio de categorias e subcategorias.
Você já deve ter visto algumas lojas sem menu de navegação ou sem filtros, com todos os produtos apresentados em uma Home extensa. A exposição de produtos em uma só página não é uma boa prática em questão de usabilidade.
A falta de organização, ou ordem lógica, dos produtos pode tirar o foco do consumidor, além de dificultar sua navegação no site. A divisão em categorias, ou departamentos, vai deixar a visualização mais clara e melhorar a experiência do usuário.
Vamos usar um exemplo de um e-commerce de beleza. É possível fazer a separação dos produtos entre maquiagem, perfumaria, cabelo, corpo, rosto e assim por diante. No caso de eletrônicos, uma categoria pode ser “Tv e áudio”, com as subcategorias “televisão”, “áudio para casa” e “acessórios para tv”.
Essa boa prática traz várias vantagens, como um estoque mais organizado e facilidade em gerenciar seus produtos. Além do mais, você será capaz de entender qual é a categoria que mais gera lucro no seu negócio.
Do lado do consumidor, ele contará com mais agilidade e simplicidade para encontrar os produtos para vender em sua loja digital.
A dica de categorias está presente neste tópico de cadastro de produtos pois, na hora de subir um novo item na sua loja virtual, você já deve incluí-lo em um espaço com itens semelhantes.
Ter essa unidade de produtos também irá facilitar no item de descrição, por exemplo, pois você já terá os campos necessários relacionados a este item, bastando apenas editar para contemplar as informações do novo produto.

2. Crie títulos que sejam completos e objetivos

Quem vai comprar algo pela internet faz a busca por meio de palavras-chave ou frases. É justamente isso que você precisa descobrir: quais termos seus clientes usam para pesquisar pelos seus produtos.
Você pode fazer testes nos buscadores, como o Google, para entender como isso funciona. Por exemplo, alguns produtos são procurados por marcas, outros por cores, e demais características.
Vamos usar o exemplo de um tênis. Os consumidores podem procurar por “tênis vermelho”, “tênis de corrida”, entre outros. Você pode descobrir quais palavras estão levando para o seu site através da ferramenta Google Search Console, e entender se elas estão de acordo com os produtos que você vende ou se será necessário fazer algumas mudanças nos títulos para atingir o público certo.
Ao identificar quais são as palavras mais usadas, utilize essas expressões para criar títulos objetivos e chamativos. Inclua esses termos no seu site e monitore para entender se estão dando resultado.
Assim, a relevância das suas mercadorias será maior nos sistemas de busca.

3. Faça uma descrição detalhada dos produtos

Uma descrição detalhada dos produtos à venda no seu e-commerce ajuda os clientes a sanarem possíveis dúvidas. A decisão de compra do consumidor é altamente impactada pela qualidade do texto que descreve o item.
Isso pode estimular ou interromper a conversão de venda, ainda mais se estiverem faltando informações essenciais. Ao descrever seus produtos, aproveite a oportunidade de mostrar aos usuários todos seus atributos e benefícios.
Os itens de uma descrição vão variar de acordo com o tipo de produto, por isso é importante conhecer seu nicho de mercado. Para eletrônicos, por exemplo, é importante informar números de série, compatibilidade com outros dispositivos e voltagem.
Já para a categoria de alimentos será importante informar a validade do produto, sua composição - para caso de alergias, restrições alimentares ou estilos de vida (vegetarianismo, veganismo, entre outros), e indicação de conservação.
A orientação é sempre ser o mais específico possível. Outras informações comuns na descrição de produtos são medidas e dimensões, material que é feito, uso indicado e restrições.
Uma boa descrição vai evitar o número de trocas e consequentemente, de insatisfação por parte do cliente, já que ele irá receber exatamente o que tinha expectativa.

4. Use imagens de alta qualidade

O primeiro contato visual que o seu cliente faz com seu produto é por meio das imagens do anúncio. Portanto, a qualidade das fotos impacta diretamente na tomada de decisão do consumidor.
Imagens de qualidade atraem as pessoas, enquanto imagens ruins ou borradas podem fazer o cliente desistir da compra. Sempre que possível, coloque imagens originais e mostre seu produto sob todos os ângulos.
Algumas dicas de boas práticas na hora de tirar foto do produto são utilizar um fundo branco, para destacar melhor os aspectos do produto, ter uma foto do item em seu contexto de uso - por exemplo, no caso de um móvel, adicionar também a foto de um ambiente completo, e não incluir textos na imagem, a não ser que sejam informações de medidas.
É importante que você tire as fotos do produto anunciado ou garanta que o fornecedor fez isso, para que não haja alteração na cor ou demais divergências que podem acontecer e causar frustração por parte do consumidor.

5. Forneça detalhes técnicos

Se você quer vender mais nas lojas online, invista tempo criando e cadastrando uma tabela com todas as informações relacionadas ao produto. Isso porque quando seu cliente está pesquisando algo para comprar, é comum que ele queira fazer comparações ou precise de todas as características para se decidir.
Os detalhes técnicos da mercadoria, quando apresentados de um jeito simples, direto e organizado, como no caso das tabelas, ajuda o consumidor a tomar a melhor decisão de compra.

6. Mantenha o padrão (fotos, escrita, título)

Ao padronizar o cadastro de produtos da sua loja virtual, você proporciona clareza aos clientes, evitando que possíveis dúvidas o impeçam de efetivar a compra no seu e-commerce. Até mesmo as imagens dos seus anúncios podem seguir um determinado padrão, seja de ângulo da foto ou até mesmo um filtro específico.
Procure inserir em cada um dos itens à venda um nome inteligente (use as palavras-chaves pertinentes) e todas as características mais importantes, tais como marca, modelo e demais especificações técnicas.
Essa unidade de comunicação é importante pois ajudará o cliente a identificar a sua loja, você estará reforçando o seu posicionamento de marca e, principalmente, economizando tempo de produção, já que terá os modelos prontos e irá apenas editar as informações.
Consiga mais vendas com um bom cadastro de produtos
Agora que você já sabe as melhores práticas para melhorar o processo de cadastro dos produtos na sua loja virtual, aplique essas técnicas para ter mais oportunidades de venda!
Acompanhe o nosso blog para mais dicas de e-commerce e descubra também como o marketplace Amazon pode te ajudar a vender mais.
Voltar

Comece a vender hoje

Mostre seus produtos aos milhões de clientes que compram na Amazon todos os dias.
R$19,00 por mês + comissão
R$2,00 por item + comissão
© 2020, Amazon Services LLC. Todos os direitos reservados. Uma empresa da Amazon.