Voltar
BLOG DO VENDEDOR

Entenda as vantagens do Dropshipping

Existem muitos passos para se ter uma loja virtual de sucesso, mas saiba que alguns deles são básicos para começar. Descubra neste artigo os principais.

Dropshipping: porque lojas virtuais precisam conhecer

Já imaginou criar uma loja virtual sem ter o trabalho e gastos com seu próprio estoque? Adotado por diversas empresas, o dropshipping é um modelo de negócio que possibilita essa facilidade na logística. Esse sistema também é indicado para quem quer começar a empreender na internet, mas tem um capital reduzido.

O que é dropshipping

Vamos começar explicando o que é dropshipping. Dropshipping é um sistema em que a empresa que faz a venda do produto atua como intermediária entre o consumidor e o fornecedor. A loja recebe o pedido, gerencia o pagamento, faz todo o atendimento e envia a solicitação para o fornecedor, que é o responsável pela preparação e entrega dos itens.

Essa é uma solução principalmente para pequenas empresas, que não teriam capital nem espaço para manter um estoque próprio. Neste sistema você não precisará lidar com as etapas de separação, embalagem e envio do produto. Apesar da Amazon hoje não dar suporte ao dropshipping existem empresas que podem atuar no marketplace vendendo produtos sem estoque realizando a intermediação direta com o fabricante.

Vantagens do dropshipping para pequenas empresas

O dropshipping apresenta diversas vantagens para quem está dando os primeiros passos como empreendedor na internet. Uma das principais delas é o fato de que você não terá a necessidade de investir em uma grande quantidade de produtos para o seu inventário.

Ao delegar a responsabilidade do estoque e envio para uma empresa parceira, você pode focar seu investimento em como destacar sua loja virtual e desenvolver o marketing do seu negócio. Por exemplo, o tempo que seria destinado para separação dos itens, pode ser voltado para a criação de uma newsletter ou a produção de posts para redes sociais.

Outro benefício é a logística. Você pode trabalhar com fornecedores distantes de você, em diferentes regiões, países e até continentes, e que facilitam a entrega para seus consumidores. Além disso, sem a necessidade de ter seu estoque, é possível oferecer uma variedade maior de produtos e, ainda, testar diferentes nichos de mercado.

Esse modelo também facilita a escalabilidade do seu negócio. Se você tem tido um bom desempenho e percebe que é hora de expandir as vendas, não terá que lidar com os custos de estoque e logística, basta aumentar seu pedido ou contratar novos fornecedores.

Como adotar o sistema dropshipping no seu negócio

Antes de implementar o dropshipping é preciso planejar. Ou seja, crie seu modelo de negócios, estude como fazer a gestão financeira de sua loja virtual e defina qual será o seu nicho de mercado. A partir disso, é hora de procurar quais são os melhores fornecedores para cada produto e analisar os valores cobrados por eles.

Mas o preço não deve ser o único fator de escolha. É muito importante levar em consideração como eles atendem as demandas e fazem o monitoramento de estoque e envio. O tempo e a qualidade de entrega fazem toda a diferença na experiência de compra do consumidor que compra pela internet. Por isso, pesquise a reputação do fornecedor no mercado e se ele é de fácil contato, para evitar futuros problemas de comunicação ou desempenho.

Para começar as vendas, selecione a quantidade de produtos que serão disponibilizados em sua loja virtual de acordo com a quantidade disponível pelos fornecedores. Lembre-se de pedir que os mesmos sempre mandem os números atualizados para você, para garantir que quando uma compra for feita o produto já esteja disponível para envio.

Após a compra, os pedidos são processados automaticamente pela loja virtual e enviados para a empresa parceira, que deve mandar o código de rastreio para o cliente.

Em casos de troca ou devolução, a comunicação com o consumidor é sua responsabilidade, mas o processo de logística continua a cargo do fornecedor. O estoque e a entrega são questões internas, portanto, acompanhe todos estes procedimentos, pois eles refletem diretamente na reputação da sua loja.

Erros comuns para se evitar ao adotar o dropshipping

1. Escolha de fornecedores

Priorizar preços baixos e não se certificar que o fornecedor oferece um atendimento de qualidade é um erro comum e que pode gerar muitos prejuízos. Formar uma parceria com custos reduzidos não funciona se os itens são enviados fora do prazo ou se não há um controle de inventário.

O cliente não está preocupado se o problema é de uma empresa terceirizada e não da sua loja. Em questões como essa, a imagem da sua marca sai prejudicada e você perde credibilidade. Além de escolher um fornecedor de confiança, evite depender de apenas um, assim você fica preparado no caso de qualquer imprevisto.

2. Ter muitos produtos e de diferentes nichos

Como você não terá que lidar com estoque, é tentador criar uma loja com uma variedade de produtos imensa e que abrange diversos nichos de mercado. Porém, essa é uma tática que tende a dificultar com que sua empresa se destaque.

Ser visto como referência em uma área te ajuda a conquistar e fidelizar um público específico, enquanto que uma loja generalizada enfrenta uma competição muito maior.

Pergunte-se sempre como se diferenciar e porque uma pessoa escolheria a sua loja, ao invés das inúmeras outras disponíveis. Com o foco em um nicho específico, é possível oferecer as melhores soluções para seus clientes.

3. Cálculo de frete

Um dos fatores determinantes para as compras online é o preço do frete, por isso é importante garantir que o valor passado para o consumidor final seja o mais competitivo possível.

Antes de fechar uma parceria com um fornecedor, repasse todos os produtos que você irá disponibilizar em sua loja, especificando principalmente o peso e se os mesmos serão importados.

Tanto o peso quanto a origem do produto são os itens que mais podem encarecer seu frete, o primeiro devido à embalagem e dificuldade na logística, e o segundo devido às taxas envolvidas em um processo de entrega internacional.

Converse com seus possíveis parceiros e entenda como é o procedimento deles, especialmente para os casos que citados acima, buscando sempre melhorar a competitividade do seu preço de frete, calculando corretamente o valor sem que haja prejuízo para empresa ou que desmotive a compra por parte do cliente.

4. Falhas na comunicação

Não é porque o envio não é sua responsabilidade que essa parte deve ser deixada de fora da comunicação.

É fundamental ter, de fácil acesso, um canal para o cliente entrar em contato. Pode ser um e-mail, número de telefone, formulário, chat ou até mesmo um número de whatsapp corporativo. Os consumidores precisam ter um meio confiável para tirar dúvidas ou resolver problemas referentes às compras

As facilidades de se abrir uma loja virtual

Com todas as facilidades atuais, é possível vender na internet de formas cada vez mais práticas, e até mesmo com custos reduzidos. A principal dica aqui é encontrar o sistema que melhor irá funcionar para o seu caso.

Para definir seu sistema, se atente à questão financeira, estabeleça um orçamento e entenda, também, a quantidade de tempo que você irá conseguir investir no seu negócio.

Confira mais dicas de como vender na internet no blog Amazon Seller, filie-se ao nosso marketplace e seja um dos nossos vendedores de sucesso!
Voltar
Veja também: histórias de sucesso de vendedores

Comece a vender hoje

Mostre seus produtos aos milhões de clientes que compram na Amazon todos os dias.
R$19,00 por mês + comissão
R$2,00 por item + comissão
© 2021, Amazon Services LLC. Todos os direitos reservados. Uma empresa da Amazon.