Voltar
BLOG DO VENDEDOR

Entenda o uso do código EAN na loja Amazon

Entenda sobre a importância estratégica do código EAN para vender na Amazon e descubra os motivos, e como solucionar, o Erro 8020 Amazon.

O que você precisa saber sobre o código EAN para vender na Amazon

Independente se você é um revendedor ou um fabricante de produtos, é importante que entenda do que se trata o código EAN, e porque ele é tão relevante para te ajudar a ter sucesso nas vendas online.

Também conhecido como código de barras, o código EAN tem o papel de organizar seu portfólio de produtos, permitindo que você faça uma gestão eficiente das suas mercadorias.

Continue sua leitura e saiba mais sobre como vender na Amazon com código EAN e entenda os casos específicos em que você pode publicar um produto sem essa sequência numérica.

O que é o Código EAN

O código de barras comum, presente em todos os produtos, é oficialmente chamado de código EAN. Em inglês, a sigla EAN quer dizer “European Article Number”, ou “Número de Artigo Europeu” em português.

Atualmente o código EAN sofreu uma mudança de nomenclatura, sendo agora conhecido como GTIN, uma abreviação para “Global Trade Item Number”, ou “Número Global do Item Comercial”.

Um GTIN, ou código EAN, é dado para qualquer produto ou serviço que tenha como objetivo ser comercializado. Sua função é mapear toda a cadeia produtiva, desde o momento de sua fabricação até a aquisição por parte do consumidor final.

É a GS1, antiga EAN/UCC, a empresa responsável por controlar e desenvolver os códigos de barra gerados mundialmente.

Esse código de barras pode ter 8, 12, 13 ou 14 dígitos, sendo que a maioria dos países, incluindo o Brasil, utiliza o formato GTIN-13.

É importante você saber que cada parte da numeração tem um porquê específico, veja:
  • Primeiro dígito: é para alinhar as barras e os próximos números. O mais usado é o 7, mostrando que o produto tem fabricação nacional;
  • Primeiro bloco: são 3 números, que exibem onde foi feito o cadastro do produto. O código do Brasil é 789;
  • Segundo bloco: trata-se de uma combinação de 4 a 7 dígitos, identificando quem é a empresa que registrou o produto;
  • Terceiro bloco: é a sequência de números que comprova a identificação do produto, de acordo com o tipo, quantidade, embalagem, gramatura e tamanho;
  • Dígito verificador: determina se o código de barras foi lido corretamente.
Portanto, você precisará ter um código EAN para cada um dos produtos que vai vender em sua loja virtual, sendo aplicado inclusive para as vendas na Amazon.

Para que serve o Código EAN

O código EAN é um jeito eficiente de gerenciar sua loja na internet, te ajudando a controlar suas vendas de uma forma mais organizada. Neste código estão guardados todos os dados específicos de cada produto, o que te dá a oportunidade de fazer a gestão por unidade ou por lote.

Conheça as principais aplicações do código EAN

1. Seu caixa fica mais ágil
Ao usar um leitor de código de barras para passar os produtos no caixa, a tarefa é feita em poucos segundos. O atendimento é ágil, ao contrário de situações nas quais é preciso registrar manualmente o que está sendo vendido.
2. Seu estoque fica mais eficiente
Produtos com código de barras são facilmente rastreáveis, possibilitando que você saiba quando um produto chegou, quanto tempo ele ficou em estoque e o momento em que ele foi vendido. Ou seja, em poucos cliques, você pode fazer seu inventário e ter em mãos informações importantes para a acompanhar a gestão financeira do seu negócio.
3. Seu estoque tem menos desperdício
Se você vende produtos que possuem data de validade, saiba que o código de barras pode evitar prejuízos financeiros no seu bolso. Ao consultar as mercadorias cadastradas, é possível fazer um filtro por data de vencimento, e usar a estratégia de criar promoções a fim de queimar esse estoque.
4. Suas promoções são mais inteligentes
Qualquer movimento que você queira fazer no seu estoque, é uma boa ideia usar o código EAN para traçar as estratégias. De repente, você pode identificar produtos encalhados e fazer um combo promocional com um produto que tem boa saída.
5. Sua empresa com mais chances de crescer
Com todas essas vantagens em utilizar o código EAN, o caminho mais provável é que você seja capaz de expandir seu negócio. Isso porque o controle competente e apropriado dos produtos em estoque é um bom caminho para entender se está na hora de aumentar a produção, comprar mais ou revender seus produtos, ampliando seu faturamento.

Como conseguir o código EAN

Se você está revendendo produtos, é necessário pedir o código EAN ao fabricante das mercadorias. A maioria deles já conhece o processo e fornece o mesmo na hora da compra, mas é importante ficar atento a isso e, caso o produto venha sem, você terá que solicitar ao produtor para poder fazer suas próprias vendas.

Se você mesmo produz o que vende, siga os passos abaixo para conseguir o código de barras de um item:

1. Entre em contato com a Associação Brasileira de Automação (GS1 Brasil) e cadastre-se;
2. Mande os documentos necessários por e-mail ou pelos Correios;
3. Pague o boleto referente à taxa de cadastro;
4. Feito isso, você receberá uma licença para gerar os códigos de barras dos seus produtos na plataforma digital chamada Cadastro Nacional de Produtos (CNP).

Veja quais são os documentos para cada tipo de empreendedor:

Pessoa Jurídica
  • Contrato Social e Última Alteração, com cláusula de gerência, determinando as pessoas autorizadas a assinar por você;
  • Escrituração Contábil Fiscal (ECF);
  • Registro contábil Y540;
  • Extrato Simples Nacional ou Simei mais recente;
  • Comprovante de faturamento anual da empresa;
  • CNPJ.
Empresário Individual
  • Declaração de microempreendedor individual ou requerimento do MEI;
  • Escrituração Contábil Fiscal (ECF);
  • Registro contábil Y540;
  • Extrato Simples Nacional ou Simei mais recente;
  • Comprovante de faturamento anual da empresa;
  • RG;
  • CPF;
  • CNPJ.
Artesão e produtor rural
  • Registro ou inscrição na entidade de classe competente;
  • Comprovante de endereço;
  • Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) do último exercício;
  • Comprovante de faturamento anual da empresa;
  • RG;
  • CNPJ.

Erro 8020 Amazon: o que é e como corrigir


Esse é o erro que aparece quando você tenta cadastrar um produto com um código de barras que não atende aos requisitos do tipo de produto especificado na Amazon.
Esses são as principais razões do erro 8020:
  • Caso você selecione “UPC” como tipo de produto (ProductIDType), insira um código com 12 dígitos no campo Valor do produto (StandardProductID);
  • Se você colocar “EAN” como categoria de produto (ProductIDType), seu código de barras deve ter 13 dígitos;
  • Se você não inserir o dígito de verificação (o último da sequência numérica do código de barras), a quantidade de dígitos fica incorreta. Caso coloque o dígito errado, a falha também ocorrerá. Confira aqui como calcular esse dígito corretamente;
  • Caso o código de barras do seu produto comece com zero, é preciso digitá-lo ao cadastrar um produto na Amazon. Fique atento, pois quando você coloca essas informações no Excel, ele costuma remover o zero inicial. Para que isso não aconteça, no Excel, vá em Formatar, depois Células e selecione texto;
  • Confira se você especificou o tipo de produto (ProductIDType) corretamente.

Como publicar um produto sem código EAN na Amazon

Caso o seu produto não tenha um código EAN, você pode solicitar a isenção dessa informação para a equipe da Amazon e realizar o cadastro da mercadoria na ferramenta normalmente.

Veja o passo a passo para fazer isso:

1. Acesse a Central de Vendas (Seller Central);
2. Na aba “Catálogo”, clique em “adicionar produtos”;
3. Role a página para baixo e clique em “sobre incluir produtos”;
4. Abaixo de “O que é um GTIN”, clique em “saiba mais”;
5. Na seção “Como solicitar uma isenção de GTIN”, clique no link “Solicitar isenção de GTIN”;
6. Na página “Solicitar isenção de GTIN” clique em “Selecionar” e, em seguida, selecione a categoria de produto relevante na lista pop-up;
7. Digite o nome da marca ou do editor no campo Marca/Editor. Para itens e combos sem marca, digite Genérico (diferenciar maiúsculas e minúsculas);
8. Você pode solicitar até 10 isenções clicando em “+ Adicionar” mais marcas/editores para adicionar marcas ou editores na mesma categoria e clicar em “+ Adicionar” mais categorias para adicionar novas categorias;
9. Clique em “Verificar qualificação” e veja o resumo de qualificação na tela. Uma marca de seleção aparecerá na coluna Status se você estiver qualificado para uma isenção. Se o seu produto não for qualificado para uma isenção de GTIN, você não poderá continuar;
10. Se o produto for passível de isenção, clique em “Continuar” para enviar o comprovante e, na próxima página, faça o upload das imagens, clicando em “Enviar solicitação” quando terminar.
Feito isso, aguarde o prazo de 48 horas para receber um e-mail informando se a solicitação de isenção do código EAN foi aprovada ou não. Também é possível acompanhar o status da solicitação no Registro de casos do seu perfil na Amazon.

Se você conseguiu a aprovação, faça o cadastro do seu produto depois de 24 horas. O processo será o mesmo de quando você insere um produto com código de barras, sendo que o sistema da Amazon reconhecerá a permissão de isenção e permitirá que você prossiga sem um GTIN (ID do produto).

É importante se atentar para colocar exatamente o nome Categoria e Marca/Editor que constam no aviso de aprovação de isenção, sem nenhum tipo de caractere ou espaço a mais.

Tenha em mente que é sempre indicado ter um código EAN, então use o recurso de isenção apenas quando estritamente necessário.

Você pode conferir uma explicação ilustrada de como solicitar a isenção do código EAN, disponibilizada pela Amazon Seller University.

Adotar o uso do código EAN é um movimento estratégico para sua loja virtual

Após essa leitura você deve ter entendido o que é o código EAN, para que ele serve, seu valor estratégico, de que forma você pode conseguí-lo, como corrigir o erro 8020 Amazon e como vender na Amazon sem um código EAN.

Para mais dicas de como usar o marketplace da Amazon acompanhe nosso blog e a Amazon Seller University, no youtube.
Voltar
Veja também: histórias de sucesso de vendedores

Comece a vender hoje

Mostre seus produtos aos milhões de clientes que compram na Amazon todos os dias.
R$19,00 por mês + comissão
R$2,00 por item + comissão
© 2020, Amazon Services LLC. Todos os direitos reservados. Uma empresa da Amazon.