Voltar
BLOG DO VENDEDOR

6 dicas iniciais para criar uma loja virtual de sucesso

Existem muitos passos para se ter uma loja virtual de sucesso, mas saiba que alguns deles são básicos para começar. Descubra neste artigo os principais.
Em uma rápida busca pela internet é possível encontrar inúmeros comércios online, dos mais variados produtos, segmentos e estilos. Com tantas opções, para se ter uma loja virtual de sucesso é imprescindível desenvolver um olhar estratégico do seu negócio, criar um planejamento inteligente, e claro, pensar em maneiras de se destacar da concorrência.

Como você já pôde perceber, a lista de ações para começar a vender na internet é longa. Porém, existem alguns passos iniciais que irão fazer toda a diferença no desempenho da sua loja, desde antes de seu lançamento e principalmente depois, quando você começar a vender.

Como ter sucesso vendendo online

1. Conheça seu nicho de mercado

Em um segmento de alta competitividade, ter um nicho de mercado bem definido é a primeira dica de como vender mais nas lojas online. Ao invés de optar por criar uma loja com produtos variados e muito abrangentes, você pode se especializar em uma área e investir para que sua loja seja uma referência nela.

Por exemplo, no lugar de um e-commerce de eletrônicos generalizado, considere uma loja voltada para gamers. Nesse caso, seria possível oferecer produtos que não são fáceis de encontrar ou que tenham um objetivo mais direcionado, além de variedade maior de cores, modelos e tamanhos. Esse tipo de estratégia pensada para um público específico é um ótimo diferencial para uma loja virtual.

A maior segmentação nesse caso se torna uma vantagem, onde você consegue competir com grandes lojas de departamento não pelo preço, mas pela exclusividade de seus produtos.

Seja a sua loja de produção própria ou revendedora, ao definir o seu nicho de mercado busque bons fornecedores, considerando desde matéria-prima até a plataforma de hospedagem do seu site. É preciso garantir que todas as etapas do processo de vendas estejam em perfeita sintonia e no padrão de qualidade esperado.

Se você ainda está na dúvida do que vender, uma dica é pesquisar o que outros sites estão oferecendo aos consumidores. Por exemplo, confira os nichos de mercado vendidos na loja Amazon e se inspire nas possibilidades de categorias e subcategorias de vendas.

Após identificar 2 ou 3 segmentos em potencial, faça um estudo mais aprofundado sobre eles até ter material o suficiente para definir com qual você irá trabalhar.

2. Defina onde você irá vender

Um dos primeiros passos para abrir uma loja na internet é decidir onde ela será hospedada. Você pode ter um site próprio, neste caso um e-commerce, ou usar uma marketplace, como a loja da Amazon.

No seu site, você é responsável por todos os passos que envolvem a compra, desde a criação do layout até as opções de pagamento e todo o processo da entrega. Por outro lado, ao optar por um marketplace, a plataforma irá oferecer soluções prontas para a entrega, maior variedade de formas de pagamento e todo o suporte na compra e pós-venda.

Além disso, você poderá contar com o fluxo de clientes que plataforma já possui, sem ter que conquistar o público do zero, como seria em um site de domínio próprio. Neste caso, você consegue reduzir os custos em ter uma loja na internet em áreas como design e logística.

Ambas as opções irão precisar de um investimento, portanto avalie os principais custos de se ter uma loja virtual e entenda o que será melhor para o estágio do seu negócio.

3. Invista tempo em um planejamento financeiro

A gestão financeira de uma loja virtual é tão necessária quanto a de um estabelecimento físico. Para começar, é preciso definir o orçamento, as metas do seu negócio e ter um mapeamento de custos. Garanta que este mapeamento inclua os investimentos em manter um e-commerce, como: hospedagem, embalagens e o envio dos produtos.

Para manter o controle financeiro diariamente, a dica é usar uma planilha, no Excel ou na plataforma que preferir, mas não deixe de atualizá-la. Você pode ter um plano de metas a curto, médio ou longo prazo, dependendo das necessidades da sua loja.

Tenha em mente que o planejamento não é algo inflexível, pelo contrário, ele pode e deve ser adaptado na medida em que o seu e-commerce cresce, assim como seu entendimento do mercado.

A partir do feedback dos clientes, por exemplo, é possível analisar melhor os produtos para vender na sua loja digital, identificar itens novos que merecem ser disponibilizados, ou seja, direcionar seus investimentos com maior precisão.

4. Atenção especial no cadastro dos produtos

Uma tática que faz parte das estratégias para destacar uma loja virtual, e impacta na visibilidade do seu site, é um bom cadastro de produto.

No processo de decisão de compra na internet, o consumidor quer ter acesso ao maior número de informações possíveis sobre o item que deseja. Isso inclui imagens que permitam analisar o produto sob diferentes ângulos, com uma cor fiel à realidade, e uma descrição detalhada, principalmente no quesito de tamanho. Uma imagem de alta qualidade ainda permite que o cliente dê zoom no produto, oferecendo todos os detalhes do mesmo.

Vamos usar o caso de uma peça de roupa, onde será importante colocar os dados de tecido e as medidas exatas, e não apenas P, M ou G que variam de acordo com a confecção da loja.

A consistência do cadastro é uma dica extra. Para incluir um título, por exemplo, informar primeiro o nome do produto e em seguida o nome da marca é uma prática muito eficaz.

Uma descrição completa vai fazer com que seu produto seja encontrado mais facilmente, isso vale para as buscas feitas no Google e também dentro dos marketplaces. Além disso, você diminui os riscos de transtornos com seu cliente, pois, com mais informações, as chances de devolução da mercadoria são menores.

Invista seu tempo e atenção nessa etapa, se atendo aos detalhes de cada item e revisando sempre que preciso. Você pode usar os comentários dos clientes para atualizar a descrição ou deixar algo mais claro, basta ver nas reviews se existe algum tópico em comum entre vários usuários.

Para encontrar os termos ideais para incluir no seu cadastro de produtos, utilize a ferramenta de palavras-chave Amazon. A coluna “Search Volume” vai indicar a quantidade de vezes que o termo foi buscado na internet, ou seja, se essa será uma variação que terá procura entre os consumidores.

5. Se afilie a grandes marcas para ter uma loja virtual de sucesso

Nós já falamos um pouco nos outros itens sobre as vantagens das plataformas multimarcas, mas vamos dedicar um tópico apenas para isso devido sua importância.

Uma das maiores vantagens de vender em marketplaces é a possibilidade de se afiliar a uma grande marca e, por consequência, atingir um número maior de potenciais clientes. Outro ponto positivo é a credibilidade, pois alguns consumidores mais cautelosos podem se sentir inseguros ao comprar de um site que eles não conhecem.

Vamos usar o exemplo da Amazon.

Referência em inovação e e-commerce, ao optar por criar uma loja e vender um produto dentro do marketplace Amazon, você terá o apoio de uma empresa conhecida mundialmente, que já conta com a confiança de quem compra online, além de ter uma visibilidade muito maior, pois está em um espaço que já é consolidado e possui autoridade na área.

Considerando essas e outras vantagens exclusivas de vender na Amazon, optar por criar uma loja dentro do nosso marketplace é uma opção que poderá te ajudar a vender mais nas lojas online.

Ao criar sua conta de vendedor na Amazon não é preciso criar um domínio próprio, se preocupar com a geração de tráfego e outros serviços envolvidos, como segurança do servidor e opções de pagamento, por exemplo.

Você poderá realizar suas vendas pela plataforma, gerenciar sua loja pelo Seller Central, onde encontrará materiais e treinamentos de como ser um vendedor de sucesso. Além disso, é possível responder aos comentários, rastrear as vendas, editar as fotos dos produtos e criar listagens em poucos cliques, inclusive usando o aplicativo para smartphone.

No lado dos clientes esse tipo de estratégia de negócio também só traz benefícios, pois irão contar com a estrutura da plataforma, o tráfego de clientes, a segurança e credibilidade que a marca passa, o grande volume de vendas e o pagamento: no qual os consumidores podem pagar as compras parceladas, mas você vendedor recebe o valor à vista, no ciclo seguinte de pagamento.

6. Invista no marketing de conteúdo para destacar sua loja

O marketing de conteúdo é uma ótima estratégia para conseguir ter uma loja virtual de sucesso. O motivo para isso é que, quando falamos em vendas online, o conteúdo que você disponibiliza sobre seus produtos faz toda a diferença para que o cliente efetue a compra.

Como o consumidor não pode tocar o produto e analisar os detalhes fisicamente, ele precisa confiar nas informações que você passa.

Mas, como fazer isso da maneira certa? A inspiração para a criação de conteúdos deve vir diretamente dos consumidores, procure entender suas dúvidas mais recorrentes, estude o comportamento de compra do seu público e faça testes para descobrir qual o melhor formato (texto, imagem, vídeo, etc).

Outra opção muito recomendada é ter um blog, um canal de comunicação próprio com seus clientes. Ao investir na criação de um blog, é possível conquistar mais credibilidade e visibilidade, pois essa ação irá contribuir para que seu site aparece mais facilmente nos resultados de pesquisas orgânicas do Google.

Você pode ainda utilizar as redes sociais da sua marca como vitrine, mostrando a utilização do produto, em que ocasião pode ser usado, combinações e demais dicas relacionadas. Além de ser um espaço a mais de divulgação, você ainda irá interagir mais com seus consumidores. Quanto mais entender seu público, mais bem sucedida sua loja virtual será!

Bônus: Garanta uma boa venda e pós-venda

Ter uma loja virtual de sucesso vai além de um site com muitos acessos, já que o que conta mesmo para seu negócio é o número de conversão de vendas.

Ao criar o seu plano de ação, com as táticas de gestão e divulgação que citamos acima, é preciso considerar também se sua empresa conseguirá atender a demanda de pedidos.

Um controle de estoque eficiente será essencial para o sucesso de seu e-commerce, seja dos materiais que irão compor a sua fabricação própria ou dos produtos de revenda. Uma das maiores frustrações de comprar online é fazer o pedido e, depois de aprovado, o cliente descobrir que não irá receber pois o mesmo não existe ainda.

Outro ponto que irá determinar se o consumidor vai ou não comprar de novo de você, e indicá-lo para outra pessoas, é a questão da entrega. Prometa sempre um prazo que será possível cumprir, mesmo que seja um pouco mais demorado, e que esteja de acordo com sua capacidade de logística.

O contato direto com o cliente em todas essas etapas pode ser um grande diferencial de sua loja. Informe o status detalhado de cada etapa, mande mensagens para o consumidor avisando em caso de algum problema ou atraso, e mesmo depois de recebido, garanta que o produto está de acordo com as expectativas do cliente e que não precisa de nenhum tipo de assistência.

Resumindo: a venda só acaba quando o produto já está nas mãos do consumidor, e em perfeito funcionamento - e é sua responsabilidade garantir o funcionamento desse processo.

Tenha uma loja virtual de sucesso

Apesar de online, o investimento de tempo e esforço para fazer um negócio virtual dar certo é tão grande quanto o de uma loja física, além possuir muitas particularidades. Por estes motivos, é muito importante entender como essa modalidade de comércio funciona, e seguir essas dicas iniciais é um ótimo começo para sua estratégia.

Na Amazon você encontra, além de conteúdos que vão te ajudar a usar o nosso marketplace, dicas de como melhorar o desempenho da sua loja virtual.
Voltar
Veja também: histórias de sucesso de vendedores

Comece a vender hoje

Mostre seus produtos aos milhões de clientes que compram na Amazon todos os dias.
R$19,00 por mês + comissão
R$2,00 por item + comissão
© 2021, Amazon Services LLC. Todos os direitos reservados. Uma empresa da Amazon.